segunda-feira, 27 de maio de 2013

única

Invadida pelas recordações
Aquelas marcas que tu me deixou
Essas imagens das quais não posso esquecer
De repente
De mulher a menina
Tu me ensinas
Não há foco além de nós
Então repetes num suspiro
E me clama a pele branca
Esta pele pálida da qual tu delatas
A exsudação que dela evapora
No calor, esse amor
E na cama, me amas
Me entrego e te quero
Como eu te quero
Te tenho
Mas só tenho uma certeza
Tu me tens eu sou tua
Apenas tua
Única

Nenhum comentário:

Postar um comentário